Biologia

Processo de Pinocitose

Processo de Pinocitose

Processo de Pinocitose – A pinocitose é o método pelo qual uma célula absorve pequenas partículas fora da célula e as traz para dentro. A palavra pinocitose vem do grego para “beber de células”. Durante esse processo, a célula envolve as partículas e então “retira” parte de sua membrana para envolver as partículas dentro das vesículas, que são pequenas esferas da membrana. Este processo é geralmente usado para absorver o líquido extracelular (LEC). Função da Pinocitose – Processo de Pinocitose A pinocitose é um tipo de endocitose. Continue lendo

Hepatite B

Hepatite B

A hepatite B é uma infecção do fígado causada por um vírus que se espalha através do sangue e fluidos corporais. Muitas vezes, não causa sintomas óbvios em adultos e geralmente passa em alguns meses sem tratamento. Mas em crianças, muitas vezes, persiste por anos e pode eventualmente causar sérios danos ao fígado. A hepatite B é menos comum no Reino Unido do que em outras partes do mundo, mas alguns grupos correm um risco maior. Isso inclui pessoas originárias de países de alto risco, Continue lendo

Funções da membrana plasmática

Funções da membrana plasmática

A membrana plasmática de uma célula é uma rede de lipídios e proteínas que formam o limite entre o conteúdo celular e o exterior da célula. É também chamado de membrana celular. A principal função da membrana plasmática é proteger a célula do ambiente circundante. É semipermeável e regula os materiais que entram e saem da célula. As células de todos os seres vivos têm membranas plasmáticas. Funções da Membrana Plasmática Uma barreira física A membrana plasmática circunda todas as células e separa fisicamente o Continue lendo

O que é fagocitose ?

O que é fagocitose ?

  A fagocitose é o processo pelo qual a célula engolfa uma partícula e a digere. A palavra fagocitose vem do grego phago-, que significa “devorar”, e -cyte, que significa “célula”. As células do sistema imunológico dos organismos usam a fagocitose para devorar intrusos corporais, como bactérias, e também engolem e se livram dos detritos celulares. Alguns organismos unicelulares, como as amebas, usam a fagocitose para comer e adquirir nutrientes. Função da fagocitose A função da fagocitose é ingerir partículas sólidas na célula. A fagocitose Continue lendo

Tecido Adiposo

Tecido Adiposo – Nosso corpo é composto de vários elementos, os quais cada um com função diferente, propiciam a vida e a adaptação do ser humano nos ambientes em que vivemos. Seguindo este viés, um destes elementos, que muitas vezes é tido como um vilão para vários indivíduos, é o tecido adiposo, uma variedade específica do tecido conjuntivo que possui um papel essencial na vida de qualquer um. Função O tecido adiposo possui, principalmente, três funções primordiais que o caracterizam como um elemento importante no nosso Continue lendo

Sistema Nervoso Simpático

Sistema Nervoso Simpático – O sistema nervoso simpático normalmente funciona para produzir ajustes localizados (como a sudorese como resposta a um aumento na temperatura) e ajustes reflexos do sistema cardiovascular. Sob condições de estresse, no entanto, todo o sistema nervoso simpático é ativado, produzindo uma resposta imediata e generalizada chamada resposta de luta ou fuga. Esta resposta é caracterizada pela liberação de grandes quantidades de epinefrina da glândula adrenal, aumento da frequência cardíaca, aumento do débito cardíaco, vasodilatação do músculo esquelético, vasoconstrição cutânea e gastrointestinal, dilatação Continue lendo

Sistema nervoso periférico

Sistema nervoso periférico – O sistema nervoso periférico consiste em todos os neurônios que existem fora do cérebro e da medula espinhal. Isso inclui fibras nervosas longas contendo feixes de axônios, assim como gânglios compostos de corpos celulares neurais. O sistema nervoso periférico conecta o sistema nervoso central, composto por cérebro e medula espinhal a várias partes do corpo e recebe informações do ambiente externo também. Funcionalmente, o sistema nervoso periférico é dividido em nervos sensoriais (aferentes) e motores (eferentes), dependendo se eles trazem informações para Continue lendo

Sistema Nervoso Parassimpático

  O sistema nervoso parassimpático modula principalmente órgãos viscerais, como as glândulas. As respostas nunca são ativadas em massa como na resposta simpática de luta ou fuga. Embora proporcionando controle importante de muitos tecidos, o sistema parassimpático, diferentemente do sistema simpático, não é crucial para a manutenção da vida. O sistema nervoso parassimpático é organizado de maneira semelhante ao sistema nervoso simpático. Seu componente motor consiste em neurônios pré-ganglionares e pós-ganglionares. Os neurônios pré-ganglionares estão localizados em grupos celulares específicos (também chamados de núcleos) no Continue lendo

Sistema Nervoso Autônomo

O sistema nervoso autônomo é a parte do sistema nervoso periférico que regula os processos viscerais básicos necessários para a manutenção das funções corporais normais. Ele opera independentemente do controle voluntário, embora certos eventos, como estresse, medo, excitação sexual e alterações no ciclo vigília-sono, alterem o nível de atividade autonômica. O sistema autônomo é geralmente definido como um sistema motor que inerva três tipos principais de tecido: músculo cardíaco, músculo liso e glândulas. No entanto, ele também transmite informações sensoriais viscerais para o sistema nervoso Continue lendo

Sistema Nervoso Central

Sistema Nervoso Central – O corpo humano é composto por vários sistemas, os quais desempenham variadas funções no corpo, a fim de sustentar seu pleno funcionamento. Cada sistema é composto por órgãos que possuem propriedades especiais, o que os tornam capazes de desempenhar os papeis a eles designados. Um dos mais importantes sistemas do corpo humano é o Sistema Nervoso. O Sistema Nervoso é classificado, basicamente, em duas divisões: o Sistema Nervoso Periférico, e o Sistema Nervoso Central, o qual será tratado neste artigo. O que Continue lendo