Concurso INSS – Informações Sobre o concurso

O concurso do INSS é um dos mais disputados do país.Em 2012, foram 909.337 Candidatos concorrendo a 1,5 mil vagas para o cargo de técnico do seguro Social , e mais 4,878 candidatos concorrendo por 39 vagas destinadas a deficientes.A concorrência do concurso é sempre maior que a do ano anterior.

Atribuições e benefícios concurso INSS

Os futuros técnicos e analistas tinham como carga horária 40 horas semanais. Para o primeiro, a remuneração ofertada naquele edital era de R$ 4.886,87, incluindo vencimento básico e Gratificações (Atividades Executivas e de Desempenho de Atividade do Seguro Social). Para analista, a remuneração era de R$ 7.486,09, com as mesmas inclusões.

No edital de 2011, o Perito Médico Previdenciário teve remuneração prevista de até R$ 9.070,93, incluindo as citadas gratificações e auxilio alimentação. A carga horária seguida pelos aprovados é de 40 horas semanais. Vale lembrar que, para os três cargos, valerão as remunerações devidamente atualizadas.

Técnico do Seguro Social:

REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: realizar atividades internas e externas relacionadas ao planejamento, à organização e à execução de tarefas de competências constitucionais e legais do INSS que não demandem formação profissional específica; coletar informações, executar pesquisas, levantamentos e controles, emitir relatórios e pareceres; e exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS, além das atividades comuns.

Analista do Seguro Social:

REQUISITOS: ensino superior no curso de Serviço Social e registro no órgão de classe específico. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: atender e acompanhar os serviços prestados aos usuários do INS nas respectiva agências; elaboração, execução e avaliação de programas, planos  e projetos de Serviço Social e Reabilitação Profissional; supervisão e homologação dos programas profissionais realizados por instituições conveniadas ou terceiros; avaliação social para concessão de benefícios assistenciais e direitos previdenciários; promoção de levantamento de informações, pesquisa, estudos sociais e socioeconômicos para emissão de parecer social de reconhecimento e a manutenção de benefícios assistenciais e direitos previdenciários, decisão médico pericial; e demais atividades relacionadas à função.