Cultura – O que é cultura?

A cultura pode ser entendida como o conjunto de costumes, de crenças, de expressão artística, de leis, de moral, de conhecimento e de hábitos adquiridos por um determinado grupo social de seres humanos. A cultura é algo que surge de forma natural entre pessoas que partilham de um mesmo espaço em determinado período de tempo, onde desenvolvem hábitos e crenças que busquem sanar suas necessidades fisiológicas, mentais e espirituais.

o que é cultura
o que é cultura

A cultura é mutável, pois está diretamente ligada as mudanças que sofrem os indivíduos que compõem uma determinada comunidade. Dessa maneira, as características de uma determinada cultura estão sujeitas também as novas necessidades e preceitos de uma comunidade, onde serão agregados novos valores e comportamentos que sejam inerentes a nova forma que se organizam as relações entre os seres humanos.

Pode se dizer também que a cultura tem uma presença forte do passado enraizada em sua constituição atual, pois mesmo com a flexibilidade que pode possuir uma determinada cultura, que muda e se adapta, estão atrelados velhos hábitos e tradições. Um bom exemplo do contraste entre o passado e o presente, se tratando de cultura, é o hábito que o ser humano possuía de se proteger das intempéries da natureza e do perigo de animais selvagens se escondendo em cavernas. Nos dias atuais, o ser humano não vive mais em cavernas, porém o costume de se proteger ainda existe, adaptamos essas novas moradias para atender as novas necessidades que surgiram, como um desejo estético, por exemplo, mas não deixamos de possuir esse hábito de buscar proteção.

Cultura na sociedade

A cultura pode ter seu desenvolvimento em diferentes grupos, e tem como objetivo também definir quais normas devem ser seguidas para um melhor convívio entre os indivíduos. A cultura está presente entre grupos menores, como as famílias, que definem suas próprias normas e condutas. Ela também pode ser em grupos médios e que não tenham ligação sanguínea, como no caso de tribos urbanas, em que certos tipos de ornamentos ou roupas são característicos, por exemplo. A cultura também pode se manifestar de maneira mais ampla e abarcar um maior número de pessoas, como é o caso de um país, onde existem pessoas sem nenhuma ligação direta, mas que partilham de coisas em comum, como uma mesma constituição de leis ou uma mesma língua nativa, por exemplo.

Cultura na filosofia

Para a filosofia a cultura pode ser definida como um conjunto de comportamentos dos seres humanos que se diferenciam do comportamento natural ou da própria natureza. Esses comportamentos estão sujeitos a análise e a um entendimento pessoal que tenha coerência da realidade, que estão sujeitas ao questionamento, à melhoria e que possam estar sujeitas a agregar valor íntimo. Além de estar sujeito a esse questionamento pessoal, a cultura está também sujeita a um questionamento em âmbito global, que justifique satisfatoriamente a essa questão.

Na filosofia pode se dizer que existe cultura quando esse questionamento pessoal e global é sanado, fazendo uma ligação com um esforço de informação que visa aprofundar esse posicionamento para que seja possível uma intervenção em debates.

Cultura na antropologia

Para a antropologia não existe uma definição única para o seja a cultura. Entretanto, há um consenso a respeito do tema que diz que cultura pode ser caracterizada como um conjunto de padrões desenvolvidos e aprendidos pelos ser humano ao longo do tempo. Este tipo de cultura tem como função principal retratar o saber adquirido por uma determinada comunidade, em uma determinada localização espacial e em um determinado espaço de tempo, pretendendo organizar da melhor forma o convívio, o bem estar e as relações das pessoas que partilham deste mesmo local e tempo.

Cultura popular

A cultura popular pode ser entendida como um agrupamento de saberes de um povo específico que é determinado pelas relações interpessoais entre os indivíduos que o compõem. Muito do conhecimento dito como popular tem origem na transmissão do saber através da linguagem oral e popular. Dessa maneira, a cultura popular pode incluir o folclore de uma comunidade, suas danças, seus hábitos alimentares, suas crenças, suas músicas, entre outros elementos. Um exemplo de costume da cultura popular é a tradição de consumir chás para melhorar problemas de saúde, uma tradição que remota de nossos antepassados, mas que até hoje é popular entre pessoas mais velhas.

É importante lembrar que cultura possui um conceito muito mais amplo que cultura popular. A cultura de um determinado povo também diz respeito a seus costumes de origem popular, mas não se restringe a eles. A cultura de um povo engloba seus costumes, suas tradições, suas crenças, suas expressões artísticas, suas leis e também os costumes morais que o regem.

Cultura popular e cultura erudita

A cultura popular se diferencia da dita cultura erudita. A cultura popular, como o próprio nome sugere, é feita pelo povo que a manifesta da maneira orgânica e muito ativa, sendo assim formada pela interação entre os indivíduos de forma espontânea e natural. Por ter origem no povo a cultura popular é disseminada a todos que a ela tiverem contato, sem restrições.

No caso da cultura erudita é elitizada, ela tem sua formação através de estudos e não é formada de maneira espontânea, como é o caso da cultura popular. A cultura erudita é dita como “culta” e, normalmente, é produzida e disponibilizada apenas para pessoas que possuem maior poder aquisitivo.

Diversidade cultural

A cultura se caracteriza por se desenvolver através de interações entre os indivíduos, definindo de maneira espontânea ou compactuada as características e preceitos que norteiam o comportamento em uma determinada sociedade.

Exatamente por se tratar de um processo feito por pessoas, a cultura se manifesta de diferentes formas. Os indivíduos possuem diferentes necessidades, que estão condicionadas a diversos fatores como a sua localização, sua idade, seu poder aquisitivo, sua formação biológica, sua crenças, seus sonhos, entre vários outros. Tais necessidades vão condicionar o comportamento daquela pessoa, que será direcionada a outra pessoa e assim por diante. Por isso a cultura é diferente em locais de grade distância territorial, mas também entre pessoas muito próximas, pois cada indivíduo experimenta sensações e experiências individuais, dentro dos diferentes grupos sociais da qual faz parte, e assim formará uma visão singular do mundo. Tal visão pode não ser entendida por todos, mas precisa ser respeitada.