Eletrólise

As reações químicas são muito importantes para um entendimento mais pleno e completo de todas as possibilidades da química. É necessário entender as orgânicas, as não orgânicas e todos os seus processos por meio de reações. Uma dessas reações é a eletrólise, que envolve, por exemplo, reações de oxirredução.

A eletrólise é o processo pelo qual a corrente elétrico é passada através de uma substância para efetuar uma alteração química. A mudança química é aquela em que a substância perde ou ganha um elétron (oxidação ou redução). O processo é realizado em uma célula eletrolítica, um aparelho que consiste em eletrodos positivos e negativos separados e mergulhados em uma solução contendo íons carregados positiva e negativamente. A substância a ser transformada pode formar o eletrodo, pode constituir a solução ou pode ser dissolvida na solução.

A corrente elétrica entra através do eletrodo carregado negativamente (catodo); componentes carregados positivamente da solução viajam para este eletrodo, combinam com os elétrons e são transformados em elementos ou moléculas neutras. Os componentes carregados negativamente da solução viajam para o outro eletrodo (ânodo), abandonam seus elétrons e são transformados em elementos ou moléculas neutras. Se a substância a ser transformada é o eletrodo, a reação é geralmente aquela em que o eletrodo se dissolve, abandonando os elétrons.

A eletrólise é suada extensivamente em processos metalúrgicos, como na extração ou purificação de metais a partir de minérios ou compostos e na deposição de metais a partir da solução. O sódio metálico e o cloro gasoso são produzidos pela eletrólise do cloreto de sódio fundido; eletrólise de uma solução aquosa de cloreto de sódio produz hidróxido de sódio e cloro gasoso. O hidrogênio e o oxigênio são produzidos a partir da eletrólise da água.

Aplicações da eletrólise

eletrólise - como funciona
eletrólise – como funciona

Materiais e compostos químicos bem variados são produzidos a partir desse processo explicado acima. Por exemplo:

  • Roda de magnésio (calotas de carro);
  • Hidrogênio e cloro em cilindro;
  • Alumínio e cobre;
  • Bijuterias;
  • Panelas de pressão.

Leis da eletrólise

 

A eletrólise tem dois princípios básicos, denominados leis, que foram desenvolvidas pelo físico e químico inglês Michael de Faraday. Confira os enunciados:

Primeira lei da eletrólise: “A massa de um elemento, depositada durante o processo de eletrólise, é diretamente proporcional à quantidade de eletricidade que atravessa a célula eletrolítica”.

eletrólise

Nesse caso, a carga elétrica é o resultado da multiplicação entre os valores da intensidade da corrente elétrica com o intervalo de tempo de passagem dessa corrente.

Segunda lei da eletrólise: “As massas de vários elementos, quando depositadas durante a eletrólise pela mesma quantidade de eletricidade são diretamente proporcionais aos respectivos equivalentes químicos”.

Nesse caso, a massa é o resultado da multiplicação entre a constante de proporcionalidade com o equivalente-grama da substância.