O que é ecologia?

O que é ecologia?

Antigamente, um filósofo ou sábio de algum local e cultura conhecia sobre praticamente todas as áreas. Leonardo da Vinci, por exemplo, possuía várias atribuições e, além de pintor, era conhecido como inventor, matemático, engenheiro, anatomista, botânico, dentre vários outros adjetivos.

Bom, não há como negar que Da Vinci e outras milhares de mentes ao longo de nossa história na Terra foram impressionantes, mas isso seria bem mais difícil nos dias de hoje. Isso se dá pelo fato de que os conhecimentos são bem mais específicos, tornando-se quase impossível que alguém saiba o suficiente de várias áreas para ter tantas atribuições.

Veja bem: Existe as ciências da natureza, que estuda tudo que há no mundo e se diz respeito aos seres vivos e não vivos. Dentro da ciência da natureza há o estudo da Biologia, a qual é responsável por estudar sobre os seres vivos e grande parte das coisas que o circundam. Dentro da Biologia temos, por exemplo, a Ecologia, que é o assunto do artigo de hoje!

Leia todo o texto e descubra mais sobre esse conceito, além de informações interessantes sobre a Biologia como um todo. Vamos lá!

Definição de Ecologia

Antes de entrar em assuntos um pouco mais profundos, como os conceitos que são estudados dentro da Ecologia, é necessário que o leitor saiba – ou a menos tenha uma ideia – do que é, de fato, a Ecologia.

Para isso, vamos começar com a etimologia da palavra, ou seja, como ela é formada e o que essas formações significam. Ecologia é uma palavra que, como várias da nossa língua, vem do grego, onde Oiko – que originou Eco – significa algo como “lar” ou “casa” e Logos – que originou Logia – significa “estudos”. Sendo assim, se formos definir a partir de sua etimologia, Ecologia seria o estudo da casa, ou melhor, o estudo do meio ambiente.

Bom, como veremos a seguinte, ir por essa linha de raciocínio pode ser uma ótima opção, pois esta definição é parecida. No entanto, o significado mais aceito dessa área de conhecimento é: “o estudo que visa entender e explicar as interações que ocorrem entre os seres vivos e o ambiente que os circundam”.

O termo ecologia foi utilizado pela primeira há muito tempo atrás, mais precisamente no ano de 1866. A obra que o contém é chamada de “Morfologia Geral do Organismo”, onde a “gênese” da ecologia foi feita pelo cientista e biólogo alemão Ernst Haeckel.

Muitas pessoas consideram a Ecologia a área mais ampla de toda a Biologia. Isso se dá pelo fato de que, para entender a relação entre os seres vivos e o ambiente que os circunda, é necessário entender, antes de tudo, cada um deles. Além disso, outros conceitos básicos da área, tais como Genética, Anatomia, Evolução, dentre outros, são básicos para o amplo conhecimento nesse estudo.

Níveis de Organização da Ecologia

Para entender como os estudos da Ecologia funcionam, é necessário saber que estes se dividem em diferentes níveis de organização, os quais são nada mais do que uma divisão da interação dos seres vivos e do ambiente. Por isso, nesse tópico iremos falar sobre os níveis de organização existentes e quais as definições de cada um:

– População:

A definição de população é bem simples, uma vez que este é um termo bastante comum e utilizado amplamente no nosso dia a dia. A população nada mais é do que um conjunto de organismos de uma mesma espécie que vivem entre si e, por esses motivos, possuem uma grande probabilidade de reprodução entre si.

Quando esse termo surgiu, era utilizado apenas para designar agrupações de seres humanos – população de uma cidade, população de um país. No entanto, com o passar do tempo, passou a identificar agrupações de todas as espécies.

É importante ressaltar que o conceito de população, apesar de muitas vezes ser associado, é bastante diferente do conceito de espécie. A população é, na verdade, o grupo de organismos da mesma espécie que vivem em um mesmo espaço geográfico.

– Comunidade:

Esse também é um termo utilizado no dia a dia, geralmente para designar grupos de pessoas diferentes, mas que vivem ou que frequentam o mesmo lugar. E essa é uma definição bastante parecida com a que é utilizada na Ecologia.

A comunidade é o conjunto de várias espécies que vivem em harmonia em um mesmo espaço geográfico. É importante ressaltar que o conceito de harmonia usado aqui é um pouco diferente do que vemos no senso comum.

Enquanto, em comunidades humanas, isso quer dizer que todos ou fazem bem ou somente não faz mal para o outro, no mundo animal isso quer dizer que essas espécies vivem em equilíbrio, apesar de que algumas se alimentam das outras, por exemplo.

– Ecossistema:

É a junção de todos os fatores que formam o mundo. O ecossistema pode ser descrito como a união entre seres de várias espécies diferentes convivendo em harmonia em um ambiente com vários elementos não vivos. Para melhor entendimento, podemos dizer que um ecossistema pode ser descrito como a convivência entre os peixes, as aves e as plantas de uma região vivendo em harmonia com a água, a luz solar, dentre outros fatores.

– Biosfera:

Como você já pôde perceber, para falar de todos os níveis de organização que compõe o Estudo da Ecologia, fizemos uma espécie de divisão crescente, onde o primeiro ponto era algo menor e foi aumentando gradativamente. Por esse motivo, o conceito de biosfera é o mais abrangente possível.

Na verdade, a Biosfera é o conjunto de todos os ecossistemas do nosso planeta, onde residem todos os seres vivos que nós, humanos, conhecemos. Em outras palavras, a Biosfera é tudo que existe e é vivo e a relação destes com o meio ambiente.

Alguns conceitos da Ecologia

Como já falado anteriormente, a Ecologia é um dos estudos mais amplos e complexos de todas as áreas de conhecimento. Isso se dá principalmente pelo fato de que essa área abrange todos os seres vivos que conhecemos e a relação destes com os seres não vivos. Por isso, os conceitos que são abrangidos são centenas.

Sendo assim, para falar sobre todos precisaríamos de um texto com centenas de páginas. Diante disso, citaremos agora apenas alguns dos conceitos mais importantes que estão relacionados com os estudos da Ecologia. Vamos a eles:

– Cadeia alimentar:

Uma das coisas mais estudadas nos Ensinos Fundamental e Médio da escola quando o assunto é Biologia é uma cadeia alimentar. Basicamente, consiste em esquema de progressão, o qual é responsável por manter o equilíbrio de qualquer ecossistema. Como sabemos, para se manter vivos, os seres precisam gerar energia e, grande parte das vezes, necessitam de se alimentar para isso.

Sendo assim, uma cadeia alimentar nada mais é do que um esquema de quem se alimenta de que em sua forma mais simples. Um exemplo de uma cadeia alimentar: Grama (produtor) – Boi – Seres Humanos – Decompositores.

– Nicho ecológico:

Outro conceito muito conhecido e que, de maneira óbvia, está constantemente relacionado com a Ecologia é o de Nicho Ecológico. Basicamente, consiste na descrição do modo de vida e dos hábitos comuns de uma espécie específica. Sendo assim, um nicho ecológico pode ser qualquer coisa relacionada a uma prática comum de uma espécie.

Para melhor entendimento do leitor, pode ser dado o seguinte exemplo: “Os macacos são seres que costumar escalar as árvores e se alimentar de frutas, como as bananas”. Neste exemplo, foi descrito uma pequena parte do nicho ecológico dos macacos.

– Habitat:

O habitat nada mais é do que o espaço físico de que uma determinada espécie vive. Nos dias de hoje, com a interferência do ser humano na natureza, é possível dividir o habitat em duas camadas: o habitat natural, que é onde aquela espécie viveria caso não houvesse nenhuma interferência, e o habitat artificial, que é onde determinada população está vivendo por interferência do homem, como os cativeiros e zoológicos.

Exemplos de habitat natural: o habitat natural do leão são as savanas. É importante frisar que, quando alguém fala apenas “habitat”, geralmente está se referindo ao conceito de habitat natural.