O que é transitividade verbal?

O que é transitividade verbal? – Os verbos são uma classe essencial de palavras na língua portuguesa. São eles que expressam, em texto, uma ação, portanto, é essencial para que uma ideia possa ser expressa por completo.

Os verbos podem ser classificados de acordo com sua necessidade de complemento, ou seja, se eles possuem um fim completo em si próprio ou precisam de algo que complemente seu sentido para que faça sentido na frase.

Essa forma de classificação dos verbos é chamada de transitividade verbal e eles podem ser classificados como intransitivos, transitivos diretos e transitivos indiretos.

Transitividade Verbal Exemplos – O que é transitividade verbal?

– Meu cachorro levantou

– Meu irmão leu o livro de história

– Minha irmã sabe de tudo

Perceba que a forma como os verbos foram empregados muda de acordo com a frase.  No primeiro exemplo o sentido do verbo “levantar” está completo, portanto ele não precisa de um complemento. É o oposto das duas frases seguintes, em que os verbos “ler” e “saber” tiveram de ter seu sentido complementado.

Isso define a transitividade verbal, o verbo “levantar” é intransitivo, pois não requer um complemento, já “ler” e “saber” requerem, por isso são verbos transitivos.

Agora preste atenção nos complementos dos dois verbos transitivos. O verbo “ler” não precisa de uma preposição em seu complemento, ao passo que o verbo “saber” precisa. Isso os configura como verbo transitivo direto e verbo transitivo indireto, respectivamente.

Transitividade verbal objeto direto e indireto – O que é transitividade verbal?

Confuso? Então vamos a mais alguns exemplos dividindo os verbos de forma mais clara:

– Verbo transitivo direto – O que é transitividade verbal?

Um verbo transitivo direto é aquele que precisa de um complemento para finalizar seu sentido na frase, mas a relação entre ele e seu complemento não é mediada por uma preposição.

Veja alguns exemplos:

– Ele quebrou o vaso de flores

– O carro atropelou o pedestre

– A equipe de azul perdeu a partida

Veja que todos os verbos foram complementados, mas sem o uso de preposição. O verbo sem o complemento ficaria com o sentido incompleto

 – Verbo transitivo indireto – O que é transitividade verbal?

Um verbo transitivo indireto é aquele que precisa de um complemento para finalizar seu sentido na frase, e a relação entre ele e seu complemento deve ser mediada por uma preposição.

Veja alguns exemplos:

– Ela lembrou de me dar parabéns

– Em 1992, ele ingressou no curso de letras

– Um bom jornalista deve duvidar de tudo

Note que todos os verbos foram complementados com o uso de preposição e que o verbo sem o complemento e a preposição ficaria com sentido incompleto.

– Verbo transitivo direto e indireto – O que é transitividade verbal?

As regras de transitividade não são absolutamente rígidas e dependem do contexto em que o verbo foi utilizado, por isso é muito importante interpretar a frase para determinar a transitividade.

Existem ocasiões em que os verbos podem ter uma bitransitividade, ou seja, serem transitivos diretos e indiretos. Isso ocorre quando existem dois complementos, um com preposição e outro sem.

Veja alguns exemplos:

– Ela pediu socorro aos bombeiros

Perderam a partida por 4 a 0

– Ele quer todas as honras pela vitória

Perceba que em todos os casos existe um complemento sem a preposição e depois um complemento com preposição. Nesses casos o verbo se configura como um verbo transitivo direto e indireto.

Verbo intransitivo – O que é transitividade verbal?

Um verbo intransitivo é aquele que tem seu sentido completo na frase. Portanto ele não precisa de um complemento para que sua função seja compreendida por inteiro.

Veja alguns exemplos:

– Estava com sono e se deitou

– Ele ficou tão triste que chorou

– Ela tropeçou no meio-fio e caiu

Perceba que todos os verbos empregados tem um sentido completo e não precisam de ser acrescidos de mais nenhuma expressão para que a frase seja compreendida, por isso são chamados de verbos intransitivos, não apresentam transitividade alguma, são o fim em si mesmos.