O que são Macrófagos

O que são macrófagos? – Nosso corpo é constituído de vários sistemas, os quais são responsáveis por manter o pleno funcionamento do organismo humano. Um desses sistemas é o sistema imunológico. Também chamado de Imune, é o grupo de elementos (órgãos e células) que desempenham o papel de defesa do corpo, protegendo contra vários tipos de doenças, como as provindas das bactérias, vírus, ou outros microorganismos existentes na natureza.

O modo de ação do sistema imunológico varia bastante, agindo de acordo com a ameaça encontrada. Dentre essas formas de defesa, podemos citar os macrófagos, um dos tipos de células que compõe esse sistema, sendo altamente importante para a saúde de qualquer indivíduo.

O que é um macrófago?

Como já dito anteriormente, um macrófago é uma célula presente em nosso corpo, tendo papel de atuação atrelado ao sistema imunológico. Por ser uma das primeiras defesas do organismo frente a invasores causadores de várias doenças, os macrófagos encontram-se no tecido conjuntivo, próximo a derme (pele).

Os macrófagos são originados de outras células, as quais são chamadas de monócitos e produzidas na medula óssea. Após os monócitos circularem no sangue, eles chegam ao seu local de destino, onde se diferenciam (nesse caso, aumenta-se o número de lisossomos) e realizam as funções a eles determinadas. Estas células, por sua vez, são um tipo de leucócito, elementos presentes no corpo humano, sendo o mais importante do nosso sistema imunológico.

As características mais marcantes desse elemento consistem no seu formato – por ser uma célula de forma irregular-, no seu citoplasma abundante e na presença de pseudópodes, os quais funcionam como uma extensão da parede celular, permitindo a locomoção e fagocitose por essas células.

Função dos macrófagos

A principal função envolvendo os macrófagos nos seres humanos é a realização de um processo chamado fagocitose. Tais células fagocitam alguns restos celulares, elementos danificados, partículas inertes (sem funções) e agentes estranhos, podendo ser bactérias, vírus ou outros microorganismos. Além disso, eles também auxiliam na síntese de algumas substâncias essenciais nos processos de respostas antiinflamatórias.

Como funciona a fagocitose?

A fagocitose é, basicamente, um tipo de endocitose, ou seja, um processo que consiste na entrada de outros elementos dentro de uma célula em específico. Este consiste na formação dos chamados pseudópodes, que são formadas por um tipo de proteína responsáveis por da-los sustentação mecânica.

A partir da formação desse tipo de membrana plasmática, estas englobam a substância a ser ingerida. Depois de feito, a partícula penetra no interior da célula, recebendo a nomenclatura de “fagossomo” (corpo ingerido). A partir daí, o fagossomo entra em contato com algumas enzimas classificadas como digestivas, as quais são responsáveis por terminar o processo de eliminação da partícula invasora.

Tipos de Macrófagos

Os macrófagos são células espalhadas por várias localidades do corpo humano, onde possui diferentes funções em cada órgão. No entanto, essas funções são realizadas, basicamente, com a realização do processo descrito acima (fagocitose).

– Macrófagos alveolares: Sendo localizados nos pulmões, estes têm a função de combater agentes invasores.

Células de Kupffer: Presentes no fígado, desempenham o papel de remover as células envelhecidas, além de combater as bactérias em excesso.

– Células mesangiais: Se localizam nos rins e fagocitam substâncias estranhas ao organismo humano.

– Micróglia: Se localizando nos nervos, a função desse tipo de macrófago é a defesa do Sistema Nervoso.

– Osteoclastos: Situa-se nos tecidos ósseos, realizando a função de remodelar os ossos.

-Monócitos: São a fase inicial dos macrófagos, circulando pelo sangue e, em alguns casos, fazendo a defesa deste.

– Histiócitos: É o tipo mais abundante de macrófagos do corpo. Situando-se no tecido conjuntivo, possuem as funções usuais de proteção contra agentes estranhos, células danificadas e envelhecidas, por meio da fagocitose.