Sistema Muscular

O sistema muscular, muitas vezes chamado de sistema de locomoção humana é um sistema de tecidos que cobre todo o corpo e que, com a colaboração do sistema nervoso e do sistema ósseo, produz os movimentos do corpo de uma maneira útil e coordenada.

O sistema permite que os seres vivos se movam de um lugar para outro e executem várias outras funções de movimento. O sistema de locomoção, ou sistema muscular, não funciona sozinho, o faz por meio de sinais nervosos que originam o movimento, de acordo com os desejos e necessidades de cada ser vivo.

Características do sistema muscular

De extensão bastante extensa, ocupando todo o corpo e parte das vísceras, ou fazendo parte delas. Músculos de aparência lisa e outros com aparência estriada ou listrada, de acordo com sua função. Cor rosa ou vermelho brilhante, aparência envolvente dos ossos e anexado à parte óssea por tendões e ligamentos.

Função

O sistema muscular possui várias funções importantes, todas relacionadas à locomoção, tanto do corpo quanto dos órgãos internos, muito importantes para manter a vida e a saúde.

– Locomoção: O movimento que os músculos estriados dão ao sistema esquelético e articular, que produz o movimento coordenado de cada uma das partes do corpo, facilitando o movimento, a locomoção e o deslocamento.

– Frequência cardíaca: movimento da diástole e da sístole, esvaziamento e enchimento do coração, com pelo menos 72 batimentos por minuto. Sem o músculo cardíaco, a função do coração não seria possível.

– Mobilidade e excreção músculos lisos mais agem mobilizar as vísceras para executar as funções orgânicas, especialmente excreção, quando se trata de digestivas, urinárias e reprodução. Estes músculos facilitam o movimento de expulsão através dos movimentos de contração e extensão.

Funcionamento

O sistema muscular funciona por meio de mecanismos de contração, flexão ou extensão, com uma certa tonicidade que permite o controle da coordenação motora. O movimento ocorre com a colaboração do sistema nervoso, que recebe ordens de mobilidade, além de um conjunto de tendões ou tecidos moles que conecta os músculos aos ossos; parte do sistema de locomoção está ligada ao movimento dos ossos impulsionados pelos grupos musculares de cada um.

Os movimentos rítmicos do coração, órgãos e vísceras, também na forma de contração e expansão, com tonicidade adequada e receber sinais do cérebro através do sistema nervoso, que dirige o sinal para os músculos para que eles se movam.

Partes do sistema muscular

Entre as principais partes do sistema muscular podemos mencionar o seguinte:

– Grupo de músculos lisos: São aqueles que facilitam as funções corporais de excreção e movimentos dos órgãos do corpo que o requerem de uma maneira particular. Geralmente ligado a sistemas como o sistema digestivo e o sistema reprodutivo. Os movimentos viscerais e peristálticos que produzem facilitam as funções de expulsão de substâncias, o que é útil em várias funções corporais. Este tipo de tecido muscular não é fibroso e geralmente não se relaciona diretamente com a locomoção do corpo ligado ao sistema ósseo, mas com o sistema nervoso.

– Grupo de músculos cardíacos: Conjunto de músculos que supõem o movimento do coração e que mantêm a tonicidade do ritmo cardíaco. Esse tipo de músculo produz movimentos leves que facilitam a saída e a entrada de sangue no coração e, então, são purificados. Este sistema de músculos cardíacos tem um grande número de pequenos músculos que dão a diástole e a sístole ao coração, para a entrada e saída do sangue.

– Grupo de músculo esquelético ou estriado: Aqueles que, como o nome indica, estão ligados ao esqueleto de seres vivos, facilitando as características únicas de locomoção ou movimento, fortemente relacionada com o sistema nervoso central, que dirige o movimento coordenado e esqueleto, que se move impulsionado por contrações, curvas e extensões dos músculos. Existem grandes grupos, como os bíceps, quadríceps, intercostais e abdominais torácicos, e aqueles que estão associados ao movimento das articulações, que são os mais complexos. A marcha, movimento e movimento de um lugar para outro, usando braços e mãos, dependem do sistema muscular esquelético ou estriado. O movimento do corpo não seria possível sem a presença do sistema muscular estriado.

Classificação de acordo com o modo como são controlados

Voluntários: controlados pelo indivíduo

Involuntário ou visceral: dirigido pelo sistema nervoso central

Autônomo: sua função é contratar regularmente sem parar.

Misto: músculos controlados pelo indivíduo e pelo sistema nervoso, por exemplo, as pálpebras.

Os músculos são formados por uma proteína chamada miosina, é encontrada em todo o reino animal e até mesmo em algumas plantas que têm a capacidade de se mover. O tecido muscular é composto de uma pluralidade de fibras agrupados em feixes ou primária e massa enrolada aponeurosis uma espécie de bainha protectora ou membrana, a qual impede o movimento do músculo. As fibras musculares possuem abundantes filamentos intraprotoplásmicos, chamados miofibrilas, que se localizam paralelamente ao longo eixo da célula e ocupam quase toda a massa celular. Miofibrilas de fibras musculares lisas são aparentemente homogéneo, mas o músculo estriado têm regiões de birrefringência diferente, que é, devido à distribuição dos principais componentes de miofibrilas, as proteínas actina e miosina.

A forma dos músculos

Cada músculo tem uma certa estrutura, dependendo da função que desempenham, entre eles encontramos:

Músculos fusiformes fusiformes. Sendo grossa em sua parte central e fina nas pontas.

Planos e largos, são aqueles encontrados no tórax (abdominal), e protegem os órgãos vitais localizados na caixa torácica.

Abanicoides ou fãs, os músculos peitorais ou temporais da mandíbula.

Circulares, músculos em forma de aro. Eles são encontrados em muitos órgãos, para abrir e fechar ductos. por exemplo, o piloro ou o orifício anal.

Os músculos orbiculares, semelhantes ao fusiforme, mas com um orifício no centro, servem para fechar e abrir outros órgãos. Por exemplo, os lábios e os olhos

Doenças

Entre as principais doenças que podem afligir o sistema muscular, mencionaremos o seguinte:

– Distrofia Muscular: É uma das doenças musculares mais conhecidas, consiste na perda progressiva de força muscular, o que provoca atrofia por falta de uso.

Esclerose múltipla: Doença de atrofia muscular intimamente relacionada ao sistema nervoso. A musculatura se enfraquece em todos os aspectos, até que a pessoa perde todas as funções relacionadas, não apenas com o movimento, mas com seus órgãos e vísceras, que começam a dificultar o movimento, o movimento e até mesmo as funções do corpo. respiração e cardíaco. É uma doença muito grave do sistema nervoso e muscular.

– Distonia muscular: é uma doença na qual os músculos perdem o tônus ​​e, com isso, a coordenação adequada dos movimentos. Também está relacionado ao sistema nervoso.

Informações gerais

O corpo humano tem cerca de 600 músculos, que são poucos comparados, por exemplo, com o de uma lagarta, que pode ter cerca de 2.000 músculos que permitem sua locomoção. O movimento depende não apenas dos músculos, mas também da ação do sistema ósseo e do sistema nervoso. Assim, a locomoção como tal é uma função complexa que depende de vários sistemas.

Respiração, batimento cardíaco e outras funções de vital importância são controladas pelos movimentos musculares que ocorrem continuamente; daí a importância deste sistema de função locomotiva.