Advérbios

A comunicação com outros indivíduos é parte crucial da existência humana. Desde os primórdios da sociedade, seres humanos criavam maneiras de se comunicar, sendo por desenhos, grunhidos, gestos, dentre outras formas.

Com o passar do tempo e a consequente evolução da espécie humana, foram criadas as línguas e dialetos: uma junção de sons produzidos a partir da vibração de nossas cordas vocais que tem como objetivo dar nomes às ações, objetos ou qualquer coisa existente no mundo, materiais ou imateriais.

Esses sons são chamados de palavras, as quais, com a invenção da escrita (símbolos usados para representar os sons das línguas e dialetos), também adquiriram o significado de conjunto de letras formado para representar partes do pensamento humano.

A partir desse momento foram desenvolvidos vários estudos na área da linguística, onde um destes resultou na diferenciação das palavras em classes. Chamadas de classes gramaticais, são divididas em 10: Substantivo, verbo, adjetivo, pronome, artigo, numeral, preposição, conjunção, interjeição e advérbio.

Nesse artigo aprofundaremos mais nas palavras denominadas advérbios, quais são, como e para que são usadas.

 

Advérbio

 

         Os advérbios são palavras existentes em qualquer língua ou dialeto existente no mundo. Sua função principal é variar o verbo, podendo modificar também adjetivos, e até outros advérbios. Em outras palavras, o advérbio pode mudar a circunstância da ação descrita pelo verbo, podendo intensificar, negar, condicionar, entre outros.

São exemplos de orações que contêm um advérbio:

 

  • Pedro nunca passava por aquela rua;
  • Natália sempre fora uma garota muito inteligente;
  • Felizmente, Carlos conseguira passar no vestibular;
  • Maria não gostava de sorvete de melão;

 

 

É notável que os advérbios estão inseridos uma classe de palavras que podem variar, e muito, em seu sentido. Por isso, ela é dividida em subclasses:

  • Advérbios de afirmação;
  • Advérbios de dúvida;
  • Advérbios de intensidade;
  • Advérbios de lugar;
  • Advérbios de modo;
  • Advérbios de negação;
  • Advérbios de tempo;
  • Advérbios interrogativos;

Cada subclasse tem suas características únicas e podem variar os verbos, adjetivos e advérbios de diferentes maneiras.

Alguns estudos ainda incluem mais três subclasse na classificação dos advérbios. São eles:

  • Advérbios de ordem;
  • Advérbios de exclusão;
  • Advérbios de designação;

 

Advérbios de Afirmação

         Os advérbios de afirmação são aqueles usados, como seu nome indica, para afirmar algo em uma oração. Os mais comuns são: sim, perfeitamente, certamente, realmente, positivamente, incontestavelmente, deveras.

São alguns exemplos de advérbios de afirmação usados em orações:

  • Sim, meu nome é Roberto;
  • Este carro está perfeitamente lavado;
  • Vânia está realmente animada para a festa;
  • Maria certamente está apaixonada por Carlos;
  • Valter é incontestavelmente um bom profissional;

 

Advérbios de dúvida

Sendo esta a subclasse mais recente, os advérbios de dúvida são aqueles usados com a finalidade de indicar dúvida, indecisão ou hesitação nas orações. Os mais comuns são: provavelmente, acaso, quiçá, possivelmente, porventura, talvez, aparentemente, supostamente.

Exemplos de orações em que são usados advérbios de dúvida:

 

  • Fábia provavelmente irá ao casamento de sua irmã;
  • Aparentemente, Lúcio não gosta de camarão;
  • Essa é uma história em que, supostamente, o lado bom vence no final;
  • Thiago não consegue correr nem cinco quilômetros, quiçá dez;
  • Se porventura você mudar de ideia, é só me ligar;

 

Advérbios de intensidade

São usados para caracterizar situações, dando a elas mais ou menos intensidade. Os mais comuns são: todo, tudo, nada, demais, imenso, bastante, menos, pouco, muito, tanto, quase, quanto.

Exemplos de orações em que são usados advérbios de intensidade:

  • O bebê comeu todo o bolo;
  • Vera não é nada bondosa;
  • Eu vou à festa e comerei bastante;
  • Bernardo me parece muito triste;
  • O lutador precisa bater mais forte;

Advérbio de lugar

Essa subclasse tem a função de apontar os lugares, caracterizando condições de verbos, adjetivos ou advérbios. Os mais comuns são: ali, aqui, lá, cá, longe, junto, acima, abaixo, adiante, fora, dentro, perto.

Exemplos de orações em que são usados advérbios de lugar:

  • A padaria é logo ali;
  • Eu estarei aqui te esperando quando voltar do serviço;
  • O gato se escondeu dentro do armário;
  • Vá andando, estarei perto de você em todo o tempo;
  • Minha casa fica muito longe da casa de Maria Vitória;

 

Advérbios de modo

         São usados para caracterizar a forma como a situação se deu, está dando, ou dará. A maioria das palavras dessa subclasse são terminadas em –mente. Os mais comuns são: pior, melhor, devagar, depressa, bem, mal, assim, fielmente, extremamente, terrivelmente, levemente, rapidamente, dentre outros.

Exemplos de advérbios de modo em orações

  • Fabiano é pior do que Paulo no jogo de pôquer;
  • Marta é a melhor jogadora da história do futebol feminino;
  • David anda devagar quando está triste;
  • Alexandre levantou-se rapidamente quando sua mãe o chamou;
  • Reinaldo disse que a prova de português estava extremamente difícil;
  • Diego achou o filme que viu no cinema terrivelmente assustador;

 

Advérbios de Negação

         Como já indica o nome dado a esse grupo de palavras, os advérbios de negação são usados para negar uma situação. Há pouco tempo atrás, considerava-se somente a palavra “não” como advérbio de negação, mas novos estudos já contam com a presença de outras palavras que se encaixam nesse grupo, como: nem, jamais, nunca, tampouco.

Exemplos de advérbios de negação em orações:

  • Apesar da insistência de Gabriel, seu pai disse não ao seu pedido;
  • Bárbara não é uma boa profissional;
  • Henrique jamais viajou para fora do país;
  • Estela não conseguiu passar em matemática, tampouco em português;
  • Filipe nunca participou de uma partida de futebol;
  • Charles não fez o dever de geografia nem o de história;

 

Advérbios de tempo

Essa classe é responsável por caracterizar o tempo em que se passa, passou ou passará a situação descrita na oração. Os advérbios de tempo mais comuns são: sempre, cedo, depois, amanhã, hoje, anteontem, ainda, agora, então, logo, imediatamente, tarde, dentre outros.

Exemplos de advérbios de tempo em orações:

  • A professora chegou cedo;
  • Eu preciso daquela tesoura agora;
  • Hoje eu irei ao mercado comprar verduras e legumes;
  • Já é madrugada, e Vinícius ainda está trabalhando;
  • Você precisa levar Mariana ao médico imediatamente;
  • Vou à sua casa depois que acabar os meus trabalhos;

 

Advérbios de Ordem

 

Essa classe não é convenção entre todos os estudiosos da área e tem como função dar um sentido de consecutividade ou ordem à oração. Os advérbios de ordem mais comuns são: primeiramente, segundamente, ultimamente, depois, dentre outros;

Exemplos de advérbios de ordem em orações:

  • Primeiramente, irei escrever todas as minhas tarefas diárias. Segundamente, colocarei essa folha na porta da minha geladeira;
  • Mário fez o dever de matemática e depois fez o dever de português;

 

Advérbios de exclusão

 

Esse grupo de palavras tem como objetivo limitar condições ou excluir indivíduos de situações. Os advérbios de exclusão mais comuns são: só, apenas, somente, exclusivamente, exceto, menos, dentre outros.

Exemplos de advérbios de exclusão em orações:

  • Apenas Fernanda trabalhou esta sexta-feira;
  • O terno pode ser usado somente pelo presidente da república;
  • A comida foi feita exclusivamente para o Fernando;
  • Todos os garotos do bairro foram ao parque ontem, exceto Osvaldo, que estava doente;
  • Ricardo disse que irá sair conosco caso não chova;
  • Tânia escreveu apenas duas páginas do livro;

 

Advérbios de designação

 

         Essa classe de palavras é usada para designar algo a alguém ou mesmo identificar alguma coisa ou pessoa. Os advérbios de designação mais comuns são: eis e aqui.

Exemplos de advérbios de designação em orações:

  • Eis o jogador mais bem pago do mundo;
  • Está aqui o seu prêmio de melhor atriz;

 

Advérbios interrogativos

         Em momentos em que os advérbios estão presentes em uma locução interrogativa (seja ela direta ou indireta), eles são chamados de advérbios interrogativos. Os advérbios interrogativos mais comuns são: por que, onde, como, quando, quanto.

Exemplos de advérbios interrogativos em orações:

  • Por que Carlos não foi ao festival?;
  • Onde você guardou aquele sapato preto?;
  • Como está o filho da Raissa?;
  • Quando sairá o pagamento desse mês?;
  • Quanto custa esse carro preto?;

Locuções Adverbiais

         As locuções adverbiais são o conjunto de duas ou mais palavras que desempenham a função de advérbio. Podem ser classificadas em todas as subclasse existentes dos advérbios (afirmação, dúvida, modo, intensidade, negação, tempo, lugar).

São exemplos de locuções adverbiais:

  • Afirmativas: de fato, na verdade, sem dúvida, com certeza;
  • De modo: à toa, à vontade, às escuras, às claras, em geral, ao contrário, às avessas;
  • De lugar: para dentro, para fora, ao lado, para onde, por ali, por aqui, de perto, de longe;
  • Temporais: às vezes, de dia, de noite, à tarde, à noite, de tempos em tempos, de vez em quando;
  • Negativas: De maneira alguma, de forma alguma;

São exemplos de locuções adverbiais em orações:

  • De fato, refrigerante faz mal à saúde;
  • Mônica disse que, sem dúvida, irá ao show da banda preferida;
  • Daniel ficou à vontade em seu trabalho;
  • Ao contrário de refrigerante, suco natural faz bem à saúde;
  • O caminho por aqui é bem mais rápido e seguro;
  • Maurício não consegue enxergar de longe;
  • Às vezes, acordo cedo para ver o sol nascer;
  • De tempos em tempos é necessário cortar a grama do quintal;
  • De maneira alguma poderei ir ao médico amanhã;
  • Saulo disse que, de forma alguma, conseguirá chegar a tempo hoje;