Genética

A genética é a área da ciência que estuda especificamente a hereditariedade, as funções e a estrutura dos genes e a mudança na diferenciação dos seres vivos. Um dos principais motivadores da genética é a busca pela compreensão dos mecanismos e as leis de transmissão de características através das diferentes gerações. Os estudos da genética possuem efeito direto na concepção de evolução.

A genética possui grande importância para nortear a compreensão da evolução humana e de outros seres. Os estudos genéticos feitos em diferentes populações apontam os motivos das principais mudanças da evolução, além de indicar quais as suas principais implicações nas taxas de reprodução, de migração, de mutação e de seleção, fazendo com que as novas características sejam herdáveis. Por isso, as descobertas dos estudos da genética possuem grande influência nas explicações da evolução.

Origem da genética

genética - cromossomos
genética – cromossomos

O precursor dos estudos da genética no período da ciência moderna foi Gregor Mendel, um monge austríaco, na década de 1860. Os estudos realizados por Mendel consistiam em cruzar linhagens de ervilhas, onde o monge notou que existiam fatores diferentes que eram passados do genitor para sua prole. Os padrões de herança genética visto por Mendel, no estudo com as ervilhas, equivalem aos padrões de destruição dos cromossomos nos gametas durante o processo da meiose. Com o passar do tempo, com pesquisas mais aprofundadas, os dito fatores foram nomeados de genes.

Transmissão de informação genética

Nos estudos da genética, a transmissão de informação engloba quatro principais elementos que são um mecanismo de replicação que faz o processo de copiar a informação e passa-la novamente para os descendentes; a variação de estruturas celulares com vários formatos apontando diferentes aspectos do organismo; a capacidade dos descendentes de traduzir as informações passadas em proteínas; e a capacidade de realizar mutação para que ocorra maior variabilidade.