Polímeros

Os polímeros são macromoléculas que são constituídas por unidades menores, chamadas de monômeros. Os monômeros fazem ligações covalentes uns com os outros. A palavra polímero tem origem no grego e é a junção de duas outras palavras, o poli que significa “muitas” e o meros que significa “partes”.

Os meros são as unidades que são repetidas em um polímero. O monômero é a molécula que tem sua constituição feita por apenas um mero e o polímero tem sua constituição feita por vários meros.

O processo de polimerização é o nome que recebe a reação que forma os polímeros. O graus de polimerização é referente a quantidade de meros em uma cadeia polimérica.

Em toda a história da humanidade o uso dos polímeros naturais, tais como a madeira, a lã, o couro e o algodão, fez parte do cotidiano. Nos dias atuais, grande parte dos utensílios que são usados no dia a dia são feitos utilizando polímeros artificiais.

Classificação dos polímeros

polímeros
polímeros

Os polímeros são classificados de diversas maneiras, levando-se em conta diferentes fatores. Saiba quais são as principais classificações dos polímeros.

Classificação de polímeros quanto ao número de monômeros

  • Homopolímero: é o polímero que deriva de um único tipo de monômero;
  • Copolímero: é o polímero que deriva de mais de dois tipos de monômeros.

Classificação dos polímeros quanto à sua natureza

Polímeros naturais

O polímero classificado como natural, chamado também de biopolímero, é aquele que tem formação na natureza. Alguns exemplos de polímeros naturais são a borracha, as proteínas, o amido celulose e o glicogênio.

 

Polímeros Sintéticos

Os polímeros sintéticos, conhecidos também como polímeros artificiais, são aqueles que têm sua produção feita em laboratório, em sua maioria, são derivados do petróleo. Alguns exemplos de polímeros artificiais são o policloreto de vinila, o PVC; o polimetacrilato de metila, que é o acrílico; o poliestireno; o polipropileno e o polietileno.