Tecido conjuntivo

O tecido conjuntivo é um tipo de tecido conector encontrado no organismo do corpo, ele é formado por um grande número de células, de matriz extracelular e por fibras. As principais funcionalidades do tecido conjuntivo são de preencher e sustentar os espaços existentes entre os tecidos do corpo, sendo responsável também por mantê-los nutridos. O tecido conjuntivo pode ser de diferentes tipos, com diferentes funções específicas que variam, na maior parte dos casos, devido ao tipo de células e à composição da matriz em seu interior.

Tecido conjuntivo tipos

tecido conjuntivo - o que é
tecido conjuntivo – o que é

Os tecidos conjuntivos podem ser classificados segundo as células e os outros tipos de material que fazem parte de sua composição. A matriz extracelular são substâncias que existem no espaço entre as células e que possuem uma consistência mutável. Elas podem ser de consistência gelatinosa, que é aquele tecido mais largo e de maior densidade; pode ser líquida, que é sanguínea; flexível, no caso da cartilagem; ou pode ser rígida, no caso ósseo.

Dessa maneira, pode ser feita uma divisam entre o tecido conjuntivo dito de fato e aqueles tipos de tecido conjuntivo que possuem características peculiares, que são o adiposo, o sanguíneo, o ósseo e o cartilaginoso.

Tecido conjuntivo de fato

O tecido conjuntivo de fato é o tecido de ligação tradicional. Esse tecido age sustentando e preenchendo os tecidos, assim, ajuda que os tecidos fiquem juntos, auxiliando na estruturação dos órgãos.

A matriz extracelular deste tipo de tecido conjuntivo é rica, tendo em sua composição uma parte gelatinosa, de polissacarídeo hialuronato, e também é feita por três diferentes fibras proteicas que são as elásticas, as colágenas e as reticulares. O tecido conjuntivo de fato possui dois tipos de classificação, que é feita levando em conta a quantidade de matriz em sua composição.

Tecido conjuntivo frouxo

Este tipo de tecido conjuntivo contém pouca matriz extracelular em sua composição, possui também poucas fibras, mas muitas células. Devido a sua composição este tecido fica mais flexível e possui menor resistência à pressão mecânica.

Alguns tipos de células presentes no tecido conjuntivo frouxo são fixas, como é o caso dos macrófagos e dos fibroblastos, ou podem ser transitivos, como no caso do eosinófilos, dos neutrófilos e dos linfócitos. Ele é encontrado em todo o corpo envolvendo alguns órgãos, servindo também que vasos sanguíneos passem. Isso torna o tecido conjuntivo frouxe importante para a nutrição dos tecidos.

Tecido conjuntivo denso

O tecido conjuntivo denso contém grande número de matriz extracelular, ao contrário do frouxo, e contém também grande parte de sua composição feita por fibras colágenas, que ficam disponibilizadas de forma desorganizada. As células existem em menor quantidade, um exemplo são os fibroblastos.

Este tipo de tecido é encontrado em sua maioria na região da derme, logo abaixo do epitélio, dando maior resistência à pressão mecânica, devido a grande quantidade de fibras em sua composição. Outro lugar onde é encontrado o tecido conjuntivo denso é nos tendões.

Tecido conjuntivo adiposo

O tecido adiposo é um tipo de tecido que possui funções peculiares. Sua principal propriedade é de criar uma reserva de energia e também de proteger contra impactos e contra o frio.

A constituição deste tipo de tecido conjuntivo é feita de pouca quantidade de matriz extracelular, possui um número relevante de fibras reticulares e um bom número de células peculiares, os chamados adipócitos, que agem no acúmulo de gordura.

Tecido conjuntivo sanguíneo

O tecido conjuntivo sanguíneo é o tecido conjuntivo peculiar que é encontrado na forma líquida. Essa substância é chamada de plasma, é neste tecido que ficam as células sanguíneas como os glóbulos vermelhos, chamados de hemácias, os glóbulos brancos, que são os leucócitos, e as plaquetas, ou fragmentos celulares.

O tecido hemocitopoiético ou hematopoiético possui a função de formar as células sanguíneas e de formar outros compostos do sangue. Este tecido fica localizado na medula óssea, que fica dentro de alguns determinados ossos.

Tecido conjuntivo ósseo

O tecido conjuntivo ósseo é um tipo de tecido que possui consistência mais rígida, ele pode ser encontrado nos ossos e possui a função de movimentar e sustentar determinadas partes do corpo.

Este tipo de tecido conjuntivo possui uma grande quantidade de matriz extracelular, que também possui muitas fibras colágenas e algumas moléculas peculiares, como é o caso das glicoproteínas e das proteoglicanas. A matriz extracelular é calcificada devido à deposição de cristais sobre as fibras, cristais que são formados pelo fosfato de cálcio.

O esteócito é uma célula especial do tecido conjuntivo, que fica localizada dentro das lacunas na matriz extracelular rígida. Ela é uma célula mais madura que se origina dos osteoblastos, que são células ósseas mais jovens.

Tecido conjuntivo cartilaginoso

O tecido conjuntivo cartilaginoso possui um grande número de matriz extracelular, porém, possui mais rigidez nesse tecido do que em um tecido conjuntivo de fato. Tal fato se deve a sua composição feita também por glicosaminoglicanas com ligação direta às proteínas, lembrando ainda das fibras colágenas finas.

Estes tecidos fazem parte da constituição das cartilagens e nelas se encontram o condrócitos, que são células que ficam localizadas no interior das lacunas existentes na matriz. Graças a sua consistência diferenciada o tecido conjuntivo cartilaginoso ajuda a sustentar várias partes do corpo, mas ainda oferecem um pouco de flexibilidade.

Tecido conjuntivo para que serve

O tecido conjuntivo é dividido em diferentes tipos, com características especificas. A matriz extracelular de cada um desses tecidos possui um número diverso de fibras e de moléculas que ira definir qual é a principal função e atividade a ser desempenhada por cada tecido conjuntivo. Falando de um modo geral, somando todos os diferentes tipos e funções dos tecidos conjuntivos, algumas das principais aplicabilidades destes tecidos são:

  • O tecido conjuntivo age defendendo o organismo através de algumas de suas células;
  • O tecido conjuntivo faz uma reserva de energia nas células adiposas;
  • O tecido conjuntivo é responsável pela produção de células do sangue na medula óssea;
  • O tecido conjuntivo faz um preenchimento de espaços existentes entre diversas estruturas e tecidos;
  • O tecido conjuntivo atua nutrindo células e ouros tipos de tecido que não têm vascularização, pois torna mais fácil que os nutrientes se espalhem, assim como gases, por entre os tecidos e o sangue.